O trançado das fitas no ritmo da semana

No dia 2 de dezembro, no nosso Instagram, aconteceu a última live da série Oficina de Danças Brasileiras, coordenada por Diones D'Castro. Para fechar os trabalhos do ano de 2020, a manifestação cultural escolhida foi o Pau de Fita, uma herança milenar dos europeus, instalada principalmente no sul do Brasil, mas que marca presença em todo o país, possuindo variações de nome, cujo charme, encanto e ritmo não se perdem. A dança folclórica tinha como primeiro objetivo promover a integração da comunidade que, através da música, se unia para festejar algum acontecimento. Como uma ciranda, a coreografia reúne os participantes ao redor de um mastro central em cujo topo são presas as pontas de longas fitas coloridas, sustentadas, em suas extremidades, por cada dançante. Os movimentos em ziguezague, trançando e destrançando as fitas, são embalados por instrumentos que variam de região para região. Se ainda não assistiu, acesse logo abaixo.




A live contou com a participação de Ana Eliza Silva, Daniela Barros, Geninne da Silva, Riquelme Tavares, Samuel Tavares e Thalia de Paula, todos bailarinos da Cia. Diones D’Castro.